Lua Nova

Lua Nova de outubro. No meu jardim, escuridão e calma. No zênite, Vénus brilhante, deusa amorosa do firmamento. Na minha lembraça, o luar sobre o mar do Caribe. No meu coração, você.

Nunca tive os olhos tão claros

e o sorriso em tanta loucura.

Sinto-me toda igual às árvores:

solitária, perfeita e pura.

Aqui estão meus olhos nas flores,

meus braços ao longo dos ramos:

e, no vago rumor das fontes,

uma voz de amor que sonhamos.

Cecília Meireles, “Retrato em Luar”
“Meus olhos nas flores”

Foto da portada: “Igual às árvores”

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s